Projeto

Status da (ainda inexistente) Obra

projeto-848x480

Olá vizinhança querida!! Tudo bem com vocês?
Ando uma vergonha com meus posts, eu sei… mas prometo melhorar! 🙂

Hoje vim atualizá-los sobre como anda a nossa saga com a futura obra!
O texto ficou enorme, pois já que apareço pouco, vou aproveitar para contar tudo e de quebra chorar umas pitangas! hehe…

Dias atrás recebemos uma sugestão de planta para a casa (que pretendo mostrá-la assim que possível). Ficamos alguns dias analisando e solicitamos algumas alterações.
Entre elas, solicitamos uma grande alteração na suíte. Não havia gostado do layout do quarto, achei pequeno e principalmente queria MUITO um closet. Admito que quando vi a planta fiquei bastante triste, pois eu havia comentado que queria um closet na suíte, e analisando a planta não consegui imaginar uma forma de alterá-la de forma satisfatória, pois não queríamos perder também o pé direito duplo que projetamos para sala de estar (a suíte fica em cima da sala).
Mesmo assim, conversamos com os arquitetos e comentamos que realmente queríamos um closet pois achamos o quarto muito pequeno. E na verdade eles já haviam notado minha cara de decepção na apresentação do projeto (não sei disfarçar, hehe), e já estavam bolando uma nova ideia antes mesmo de solicitarmos!

Recebemos na semana passada uma nova versão, agora com um quarto que me agradou bem mais! 🙂 Fiquei feliz!
Minha ideia era fecharmos a planta ontem para que então eles iniciem o projeto 3D, afinal estou muito curiosa para conhecer a fachada da casa… mas não será possível. Olhando com muita calma ontem, notamos que a lavanderia está muito estreita! O comprimento dela ficou ótimo, tem quase 4 metros, mas de largura apenas 1 metro. Tirei medidas da minha máquina de lavar roupas, e fechada ela ocupa quase 70cm!

A mulherada que lava roupa vai concordar comigo que não tem coisa pior do que tirar roupas da máquina quando não se tem espaço para parar em frente a ela, ou abrir a porta direito! Eu já passo o maior sufoco com a minha lavanderia hoje, não quero repetir o erro. Claro que hoje, quando estou na lavanderia do meu apartamento eu consigo me bater no armário da cozinha (detalhes hahaha), então a futura já esta muito melhor que a antiga! Mesmo assim, preciso pensar bem para não me arrepender, não é?

Mas aumentar a largura dela não é algo muito simples… para vocês entenderem:
Nossa casa terá 7 metros de frente, pois é o tamanho do terreno e como todas as demais do condomínio, será construída em cima das duas divisas. Logo não temos janelas laterais, e isso limita bastante as possibilidades de planta.
E uma das questão que mais frisamos com os arquitetos é que queremos o máximo de iluminação natural possível, de frente e fundos, já que o terreno pega muito sol. Além disso, na área social estamos planejando ambientes integrados e o mais amplo que conseguirmos. Então aumentar minha lavanderia não será uma tarefa muito simples, pois não podemos comprometer o espaço dessa área integrada de cozinha/jantar/estar.

Mas tenho certeza que daremos um jeito!
Então faremos hoje uma reunião para discutir esse e outros pontos, para aí sim, finalizar a planta.


Paralelamente ao fechamento da planta estamos com a cabeça lááá no financiamento da obra. Não teremos como construí-la com recursos próprios então fomos atrás de informações sobre o financiamento.
A modalidade de financiamento para construção não é tão usada quanto a de financiamento para compra de imóvel pronto. Então tivemos muuuita dificuldade para achar informações concretas sobre essa modalidade.

Resolvemos nos preocupar com isso antes mesmo do projeto ficar pronto, pois queríamos ter noção do quanto conseguiremos financiar, o quanto teremos que dar de entrada e também quanto tempo levaremos para juntar esse valor, para ter noção exata de onde estamos nos metendo e podermos determinar os limites da nossa obra.

No final do projeto os arquitetos irão nos entregar um planilha com etapas e orçamentação da obra, porém especulando com eles por alto, vimos que o valor para tudo o que estamos projetando está acima do esperado. Então vamos aproveitar a reunião hoje para explicar o quanto pretendemos gastar para que eles já projetem tendo em mente isso, e nos proponham acabamentos e materiais que fiquem de acordo com esse valor. Pensei nisso pois eu sei que se deixarmos livre, eles vão nos propor coisas lindas e maravilhosas, e depois que eu me apaixono sei que não vou querer abrir mão! E aí qualquer valor a mais significa mais tempo para juntar as economias e iniciar a obra.

Eu tive nos últimos dias momentos de muita alegria e outros de pura frustração. Meu sonho era que pudéssemos começar a construir no final desse ano. Mas botando os valores no papel e analisando nossas economias vimos que com sorte iniciaremos no fim de 2018! Nem preciso dizer o que senti né? hehehe….
Ontem mesmo falei com meu marido que não estava mais com cabeça para pensar em financiamento e dinheiro. Estava realmente cansada e frustrada!

Mas meu marido é o melhor que eu poderia ter, e foi conversar com o gerente da Caixa ontem e voltou com notícias que me devolveram a esperança!
Estamos batendo cabeça com valor de entrada, valor de primeira etapa da obra, e no fim com as informações apresentadas por ele, pode ser mais tranquilo do que pensamos! Obviamente não vamos começar a construir nesse ano, ainda tem toda tramitação de projeto e aprovação na prefeitura, além da grana… mas já tenho esperanças que seja possível para o segundo trimestre de 2018! Já é alguma coisa né?

Vocês, vizinhos, financiaram a obra ou estão construindo com recursos próprios? Foi muito complexo conseguir o financiamento?
Aceito dicas de leituras que detalhem bem todo o processo, caso alguém tenha! 😀
Estou reunindo o maior número possível de informações para no futuro disponibilizar um post bem completinho com tudo oque devemos saber sobre financiamentos.

Um beijo!

Anúncios

11 comentários em “Status da (ainda inexistente) Obra

  1. Ola Vizinha,
    Todas nós sabemos como são estas frustrações, mas faz parte, se você não é milionária ou ligado a gangue da Lava Jato, teremos sim que pensar, repensar e pensar novamente como faremos a nossa tão sonhada casinha.
    Mas acredite, você está no caminho certo. Por pior que seja com relação a ansiedade, um bom planejamento da planta da casa ajuda a evitar muitas dores de cabeça e desperdício de tempo e dinheiro.
    Analise cada cantinho, cada parede, cada janela e tenha certeza que tudo está de acordo com o gosto de vocês.
    Agora uma coisa, como ainda vai demorar um tempo para vocês iniciarem, o ideal seria os arquitetos só fizessem as sugestões de material, mais perto do inicio da obra, porque tem tantas novidades a cada dia. Uma proposta seria estipular o valor máximo do metro quadrado por exemplo do porcelanato e todo o resto, assim vcs já tem a noção do gasto e não ficam tão presos a sugestões que irão mudar com certeza daqui a quase 2 anos.
    Enfim, não me leve a mal, é que a gente muda tanto, já fiz tantas mudanças nos meus acabamentos e sei que ainda vou mudar um monte, que quando olho as imagens 3D da minha casa, parece outra casa e não a minha, hehehehe

    Boa sorte nesta jornada vizinha
    Karina
    http://www.vinhedo-umaconstrucaofundadanafe.blogspot.com.br

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Karina!
      Realmente, é muito importante analisar cada detalhe da planta… não quero correr o risco de no meio da obra termos que mudar muita coisa, ou mudanças grandes.
      Com relação aos acabamentos tu está certa!
      Provavelmente será feito uma sugestão agora mais para fins de orçamentação… mas o que realmente iremos colocar, decidirei e comprarei só no momento exato… para evitar escolher muito cedo e me arrepender.
      Obrigada pela dica!
      Beijão!

      Curtir

  2. Oi vizinha, não desanime é assim mesmo,quando pensei em construir em 2013 , parecia que nada dava certo,os projetos,entrada prefeitura,financiamento então, nossa nem me fale, passamos dias e horas naquela caixa e nada dar certo, uma hora o limite disponível não daria para fazer todo projeto,teria que diminuir para se enquadrar no plano minha casa minha vida, (não era o que eu estava planejando) e se fosse seguir o projeto original nossa renda(minha e de meu esposo) não era o suficiente, então a solução…. enxugamos tudo, estamos sem comprar presentes, roupas da estação, eliminamos carnê,cartão de credito… tipo ficamos neuróticos…churrasquinho só de vez em quando,rsrsrs mas conseguimos poupar um pouquinho e estamos fazendo por etapas com nosso recurso mesmo. Iniciamos em 2014 e hj ja estamos levantando as paredes do segundo piso, estou com fé que até dezembro 2016 ela ja esteja com telhado se Deus quiser!

    Boa sorte!

    Curtido por 1 pessoa

    1. Erika, é muito bom ler um relato como o teu! Admiro muito essa força de vontade que surge em nós, qdo temos um objetivo importante a alcançar!
      Vcs são muito guerreiros por estares conseguindo construir com recursos próprios.
      No fim, se dá um jeitinho pra tudo, e o certo é que quando menos esperar vou estar subindo minhas paredes tb!
      Beijão e obrigada pela visita!

      Curtir

  3. Oii vizinha, tenho aprendido muito com seus posts. Me encontro na situação onde estou procurando um terreno e creio que em breve estarei nessa etapa de financiamentos.
    Já posso ver o seu stress e frustração, mas o bom é que você esta fazendo tudo certinho e não colocando os pés pelas mãos. Aos poucos as coisas vão se encaixando e torcendo para que consigam iniciar no ano que vem.
    Beijos

    Curtido por 1 pessoa

    1. Oi Livia!
      Bom, se vc está procurando um terreno, saiba que estamos apenas no começo dessa longa saga.
      Mas no final tudo vale a pena. O importante é ter calma.. .são decisões bem importantes e precisamos tomá-las de cabeça fria! 🙂
      Beijão!

      Curtir

  4. Oie, desanima não muié, estas frustrações são normais, já me descabelei muito!
    Imagina que eu estava com a planta prontinha e tive que esperar 3 anos para o condomínio liberar!
    A dica que te dou é ter calma e curtir cada momento, esta fase do projeto tem que ser feita com calma, afinal estamos falando do projeto da sua casa e são detalhes que não podemos ter dúvidas, se não ter certeza, para, pensa e depois com calma bate o martelo.
    Referente ao financiamento, o ideal é procurar um agente da caixa, eles lhe passarão toda as informações necessárias. Vou fazer mais um post sobre este tema em breve.
    Quanto ao closet tbm não abri mão.
    Olha fica tranquila, de um passo de cada vez que logo vc olhará para trás e estará quase no fim do caminho.
    Bjs, boa sorte para nós!

    Curtido por 1 pessoa

  5. Bibi, parece um bixonde 14 cabeças e o pensamento mais fácil e mais cômodo é: “deixa pra lá, não vai dar mesmo”. Mas dá sim!
    Nós fizemos um financiamento pelo banco do estado do rio grande do sul (tu conhece né… está) porque eu e a Raquel somos estatutários e mesmo não sendo casados conseguimos somar renda pois a escritura do terreno tenho (40%) e a Raquel (60%), ou seja, somos proprietários. O banco permite somar renda de todos os proprietários citados nas escrituras do terreno. É uma dica. Coloca no terreno o marido, vc, mãe, pai, cachorro e papagaio pra somar renda…hehehe. Abç!

    Curtir

    1. Alan, eu não cheguei ainda a simular no Banrisul.
      O terreno está no nome meu e do meu marido, então somamos as rendas.
      Na Caixa, o gerente disse que poderemos também usar taxa de servidores públicos (embora não sendo pelo regime estatutário, ele disse que nos enquadramos nesta opção).
      Vamos ver no Banri também, mas como meu marido conhece bem o gerente da CEF, estamos inclinados a fazer com eles..

      Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s